40 Receitas com Chocolate

A 7 de Julho comemora-se o Dia Mundial do Chocolate… este ingrediente incrivelmente delicioso e versátil que nós adorámos… não há quem resista a este pecado dos deuses! Seja assim simples, seja em deliciosas sobremesas e bolos, ou até mesmo em pratos salgados!

Cá em casa somos viciados em chocolate! E o meu repertório de receitas é vasto diga-se de passagem… há para todos os gostos, desde bolos de chocolate (claro!), mousses, tartes e tarteletes, brownies, bolos de bolacha, pavês, … o difícil vai ser escolher por qual começar. Sim, porque não é possível escolher apenas uma receita… são 40 receitas de lamber os dedos, os bigodes, de se lambuzar!

Caramelo Salgado Express

Caramelo salgado é um dos meus pecados capitais… adoro! Dá um toque especial a qualquer sobremesa, a qualquer bolo… fica absolutamente incrível como topping de gelados, em crepes e panquecas, em coberturas ou recheio de bolos de aniversário, em sobremesas de copinho ou ainda, se a gula ordenar, à colherada! Eu gosto particularmente de Café Dalgona com Caramelo Salgado e de Gelado de Caramelo e Nozes Pecan… são duas receitas de ir aos céus!

Se nunca provou caramelo salgado, trata-se de um molho de caramelo com uma textura suave, aveludada e amanteigada que derrete na boca… e tem um sabor incrível, que faz as nossas papilas gustativas bailarem de prazer!

Como fazer caramelo salgado em casa? É uma receita bem simples, rápida e que necessita de poucos ingredientes e utensílios. Já partilhei aqui no blogue a receita “tradicional” de molho de caramelo salgado que eu adoro, mas sei que é uma receita que, apesar de simples, requer um pouco de prática porque começamos por fazer um caramelo. Por isso, num dia de mais correria, tentei “abreviar” o processo e assim nasceu este caramelo salgado express! Fica pronto em menos de nada, não corre o risco de “queimar” o caramelo e é igualmente delicioso!

Nesta receita pode utilizar manteiga com ou sem sal. Tenha apenas em consideração que, se utilizar manteiga com sal, a pitada que adiciona no final da receita deve ser menor e, se utilizar manteiga sem sal, a pitada deve ser mais generosa. Na dúvida, molhe uma colher no molho de caramelo, deixe arrefecer alguns segundos, prove e ajuste a quantidade de sal ao seu gosto!

Continuar a ler

Nikita de Ananás

A nikita é uma bebida tradicional da ilha da Madeira feita com gelo picado, gelado, rodelas de ananás e uma bebida alcoólica (por norma vinho branco ou cerveja) e, na sua versão sem álcool, contém Brisa de maracujá. Esta bebida é refrescante, cremosa, doce q.b. e por norma traz consigo uma taça de amendoins (ou outro petisco) para acompanhar.

Quando estive na Madeira bebi muitas nikitas! Além da nikita de ananás, encontram muitas outras variantes tais como nikita de morango ou maracujá. Todavia, gostei tanto da original, que não provei nenhuma das outras. Como eu raramente bebo álcool (não sou particularmente fã), o sabor do vinho branco ou tinto, da cerveja e afins não me atraí muito, por isso, esta receita é feita com Brisa de maracujá (um refrigerante produzido na Madeira, que encontrei à venda no Continente) e fica absolutamente deliciosa! Para mim é uma bebida que grita sol, calor e dias preguiçosos!

Continuar a ler

40 Receitas para Piqueniques

A 18 de Junho assinala-se o dia internacional do piquenique! E nada melhor do que comemorar esta data estendendo uma toalha no chão do parque mais próximo e aproveitar um belo dia de sol, de calor… na sombra de uma árvore a saborear a brisa, a ouvir os passarinhos… com um delicioso cesto de piquenique recheado de coisas boas!

Mas, o que levar num piquenique? Sugiro receitas fáceis de confeccionar, que sejam práticas de transportar e que evitem molhos, cremes e outros recheios que possam derreter facilmente com o calor e estragar. Por isso entradas e petiscos, empadas e bolas de carne, saladas frias, bolos simples, fruta da época e bebidas frescas são sempre excelentes opções! E para ajudar no seu piquenique, reuni 40 receitas de doces e salgados que, tenho a certeza, farão as delícias de miúdos e graúdos.

Nozes Pecan Caramelizadas

Depois de experimentares fazer em casa nozes caramelizadas, não vais querer outra coisa… são crocantes, saborosas e muito fáceis de fazer! Perfeitas para colocar em bolos, muffins, como topping de gelados ou iogurtes… são incrivelmente deliciosas e viciantes…

São perfeitas também para a época de Páscoa! Em todas as casas estão presentes as típicas amêndoas de Páscoa, de vários sabores e feitios: amêndoas francesas, amêndoas de chocolate, amêndoas torradas… enfim! Esta é uma excelente alternativa que podemos fazer em casa, com apenas dois ingredientes, e ficam ainda mais deliciosas do que as amêndoas de compra!

Estas nozes lembram-me as amêndoas da Costa Moreira por causa do aspecto rústico, mas em termos de sabor? Colocam qualquer amêndoa a canto, juro! Têm mesmo que experimentar… são deliciosas, viciantes. Melhores que pipocas!

Continuar a ler

Bolo de Abóbora, Coco e Canela

Nada bate um bolo caseiro! E este bolo é surpreendente pela combinação de sabores: abóbora, coco e canela. Simples, rápido e delicioso, perfeito para aproveitar quando nos dão uma (ou várias!) abóboras enormes e não sabemos bem o que fazer com elas! Pessoalmente adoro fazer puré de abóbora que congelo, e posso usar mais tarde nas mais variadas receitas… tais como Bolo Mármore de Abóbora, Sonhos de Abóbora ou uns deliciosos Muffins de Abóbora e Especiarias.

Continuar a ler

Tiramisú Tradicional

Tiramisú é provavelmente a mais famosa sobremesa italiana de sempre! O nome sugere algo difícil, mas é uma sobremesa bem simples composta por camadas de biscoitos champanhe (ou palitos La Reine), embebidos em café, e creme de queijo mascarpone, natas, ovos e açúcar… uma sobremesa deliciosa que deve ser consumida bem fresca!

Já partilhei convosco a minha receita de Tiramisú favorita (sem ovos), em tudo semelhante ao delicioso tiramisú do Pompi que comi em Roma… e este ano, para celebrar o Dia Mundial do Café, trago-vos a receita de Tiramisú Tradicional, que é feita com gemas e que fica igualmente delicioso!

Se gostas de sobremesas com café devias espreitar a minha receita de Bolo de Bolacha e Chocolate e, para acompanhar, bebe um incrível Café Dalgona com Caramelo Salgado… é de lamber os dedos!

Continuar a ler

Bolo do Caco Tradicional

O bolo do caco é um pão tradicional madeirense, que faz as delícias de turistas e locais pelo seu sabor, pela sua textura… principalmente quando barrado com uma deliciosa manteiga de alho e ervas. Estive de férias na Madeira durante 1 semana e comi bolo do caco no forno quase todos os dias… não há como resistir!

Mas não, não precisas de ir até à Madeira (embora eu recomende a viagem!) para saborear uma boa receita de bolo do caco madeirense… podes fazer os teus pãezinhos em casa! Claro que não vai ser bem igual. Nenhum local me deu a receita, embora eu tenha tentado! Mas garanto-vos que quentinhos, acabados de cozer com aquela manteiga a derreter… vos vai saber pela vida!

Esta receita rende vários bolos do caco que, pode consumir de imediato, guardar para os dias seguintes ou pode até embalar e congelar! E depois, sempre que a vontade apertar, basta descongelar, aquecer no forno durante alguns minutos e deixar que a manteiga faça o resto!

Continuar a ler

Manteiga de Alho e Ervas Aromáticas

Quando estive na Madeira não houve dia em que não comesse Bolo do Caco com manteiga de alho e ervas como entrada… é algo tão simples, mas tão delicioso que não conseguia resistir! Sabia que, mal chegasse ao Porto, tinha que reproduzir esta maravilha, até porque queria também experimentar fazer bolo do caco em casa. E manteiga de alho e ervas a acompanhar é indispensável.

A manteiga de alho e ervas é uma receita muito rápida, que podem fazer como eu no Super Chef da Tupperware, num processador ou até mesmo na Bimby. E é também muito versátil! Eu usei salsa fresca picada, mas podem usar ervas frescas ou secas da vossa preferência, como por exemplo coentros, manjericão, orégãos… enfim, o céu é o limite! E podem ainda inovar e adicionar especiarias como pimentão doce, caril, pimenta de cayenne, cominhos, etc. e criar uma enorme diversidade de manteigas!

Continuar a ler