Panados de Frango no Forno

Cá em casa é raro comerem-se fritos. Muito raro mesmo! E se calhar por isso mesmo, por estarmos habituados a comer “mais saudável”, quando comemos fritos parece demasiado, parece muito pesado, muito gorduroso. Assim estes dias resolvi experimentar fazer os habituais panados de frango mas no forno! Claro que a cor não vai ser a mesma gente! Afinal estamos a comparar uma fritar com assar, mas o sabor está lá e ficam muito bons… o segredo é não deixar demasiado tempo no forno, caso contrário ficam secos!

Continuar a ler

Focaccia de Tomate, Azeitonas e Alecrim

Focaccia é um pão típico italiano, achatado e macio, coberto com sal, azeite e alecrim, que em Itália é consumido em jejum ou como entrada (antipasto). Há já vários anos que não fazia focaccia confesso, desde o início do blogue praticamente, mas ainda assim não ficou nada mal, excepto a quantidade de sal (coloquei pouco, mas já corrigi na lista dos ingredientes!). Numa próxima vez acho que vou adicionar mozzarella fresca também, deve ficar muito bom… que vos parece?!

Continuar a ler

Barriga de Freira

Barriga de freira, como o nome sugere à partida, é um doce conventual português, criado pelas freiras dos nossos conventos, cuja base é, uma vez mais, uma calda de açúcar e gemas.
 
Confesso que, apesar de ser da zona Norte, não conhecia esta sobremesa, nunca tinha provado mas… pareceu-me perfeita para a Páscoa! É uma sobremesa muito simples, que pode até ser feita com pão (em vez de brioche ou pães de leite), e é muito rápida de preparar… em 10 minutos tem uma sobremesa incrivelmente rica para apresentar na mesa de Páscoa ou Natal… fica a dica!

Continuar a ler

Almôndegas no Forno

Adoro almôndegas de carne, mas confesso que todo o processo é um pouco trabalhoso. Misturar os ingredientes, temperar, fritar primeiro para ganhar cor e sabor, e vigiar a cozedura. Por isso, inspirando-me numa receita da famosa Donna Hay, coloquei as minhas deliciosas almôndegas no forno. Meio a medo, confesso! Mas digo-vos, dificilmente vou voltar ao método tradicional isto porque… ficam maravilhosas! Cheias de sabor, super suculentas por dentro, e com o molho (de compra, mais uma pequena batota para poupar tempo eu sei!) e a mozzarella fresca… bem, que delícia! Só me resta fazer-vos prometer que vão experimentar, tem que ser gente!

Continuar a ler

Wraps Caseiros (ou Tortilhas)

Por várias vezes pediram-me aqui uma receita de wraps boa, daquelas de guardar no caderno de receitas a sete chaves, para nunca mais ter que os comprar no supermercado. Após testar algumas receitas, rectificar quantidades e afinar procedimentos eis a tão pedida receitas… wraps caseiros, perfeitos para todo o género de receitas, para deixarem a vossa mente voar!
 
No blogue existem já várias receitas com wraps, mas desta vez ficaram ainda melhores sem dúvida, porque os wraps serão caseiros! Certamente se recordam das deliciosas pizzas feitas em apenas 10 minutos, Pizza de Bacon e Mozzarella e Pizza de Peru, Cebola e Mozzarella. Pois bem, podem colocar todas estas receitas em prática agora de forma ainda mais “caseira” e deliciosa…

Em breve irei trazer-vos mais receitas deliciosas com wraps, por isso fiquem atentos!

Continuar a ler

Canapés de Brie e Chutney de Cebola Roxa

Semana passada preparamos um delicioso chutney com cebola roxa… perfeito para combinações doces e salgadas, como por exemplo entradas, acompanhamento de carnes ou de queijos. Hoje trago-vos uma das minhas combinações favoritas. Queijo brie e chutney… pequenos canapés super fáceis e rápidos de preparar, que vão seduzir qualquer convidado… mas, pessoalmente, gosto mais de comer estas entradas ao domingo à noite, enquanto vejo um filme no sofá…

Continuar a ler

Pãezinhos de Deus

Adoro fazer pão… é um processo quase terapêutico, exige tempo, paciência, amor e dedicação da nossa parte, e enaltece o meu ego… o cheiro à levedura, a massa elástica e macia… um processo incrível! Tenho pena do tempo ser escasso, caso contrário haveria todas as semanas pão caseiro cá em casa, quentinho, acabado de sair do forno!
 
Foi nesse sentido que aceitei o desafio deste mês, uma receita de pão doce! Para mim não há melhor pão doce em Portugal do que o Pão de Deus, quem nunca o provou nas feiras da terra, nos santos populares, em feiras e encontros gastronómicos? São deliciosos… e bem simples de fazer em casa, no conforto do lar. Assim sendo coloquei mãos à obra e eis uns deliciosos pãezinhos de Deus, com uma cobertura bem generosa de coco… simplesmente perfeitos!
 
Estes pãezinhos são deliciosos simples ou acompanhados de compota… pessoalmente eu gosto de os abrir ao meio, comer a parte de cima simples, e barrar a parte de baixo com compota… sim, sou bastante gulosa! Recomendo vivamente algumas receitas de compota que podem encontrar aqui no blogue, como a Compota de Figos ou a Compota de Frutos Vermelhos.

Continuar a ler

Pães com Chouriço

Além dos motivos óbvios que me fazem adorar o Verão, existem os santos populares… as marchas, os balões de S. João pelo ar, o fogo de artifício, o pão com chouriço e as farturas recheadas, os churros, os bolinhos de amor e outros miminhos que apenas esta época do ano nos trás…

Num talho aqui perto de casa há um chouriço de colorau que eu, que nem sou grande apreciadora de charcutaria e enchidos, adoro de paixão! Por isso, e com vontade de experimentar uma receita antiga que andava cá por casa, acorri ao talho onde gentilmente me preparam os chouriços para esta iguaria. Já os trouxe sem pele, cortados em tiras finas, prontos a rechear estes pãezinhos maravilhosos com o chouriço.

Estes pães estão mais do que aprovados claro! Como se costuma dizer, “uma imagem vale mais que mil palavras”… são muito fáceis de fazer… principalmente se fizerem a massa, que fica fantástica, num robot de cozinha ou na Bimby, mesmo com aquele saborzinho dos pães com chouriço que se compram nas festas dos santos populares!

Continuar a ler

Rabanadas

Rabanadas são, sem sombra de dúvida, um dos meus doces de Natal favoritos, a par com o pão-de-ló caseiro, de preferência daquele húmido, tipo Ovar!
 
Semana passada não resisti… estava de folga e apetecia-me desesperadamente comer rabanadas… fui comprar um cacete e fui direitinha para a cozinha. De lá não saiu a versão tradicional, mas sim uma versão um pouco diferente, com essência de baunilha que lhes conferiu um sabor fantástico… não podem deixar de experimentar, ficam fantásticas! Brevemente quero experimentar rabanadas de laranja… é uma ideia que me anda a atormentar há dias… espero que sejam (no mínimo) tão deliciosas como estas!

Continuar a ler