Pizza de Peru, Cebola e Mozzarella

Adoro pizza… tornou-se quase um ritual para mim às 6ª feiras comer pizza ao jantar. Todavia era capaz de comer pizza a qualquer hora do dia… literalmente! Se sobrar pizza de um jantar, podem ter a certeza de que vai ser o meu (não saudável) pequeno-almoço no dia seguinte.
 
No entanto ando a tentar mudar algumas coisas na minha alimentação: deixei de beber leite (mas ainda consumo os seus derivados), não como pão branco nem iogurtes gregos (por vezes comia dois e três no mesmo dia!), evito devorar pacotes de bolachas de uma vez e assim sucessivamente… por isso, resolvi tornar um dos meus snacks favoritos mais saudável substituindo a típica massa de pizza por folhas de wrap e o resultado foi surpreendente!
 
Pizzas prontinhas em 5 minutos, com uma massa fina e estaladiça e ingredientes frescos e saudáveis (quase todos vá!) na cobertura… ainda por cima os meus favoritos! Pronto, falta o bacon (que eu adoro de paixão!) mas é por uma boa causa, já que a Organização Mundial de Saúde descobriu recentemente (já não sabíamos disso?!) que os alimentos processados fazem mal à saúde…

 

 

Pizza de Peru, Cebola e Mozzarella

Ingredientes para 2 pizzas:

  • 2 bases de wraps caseiros
  • 2 colher de sopa de molho de tomate
  • 1 cebola pequena
  • 1/2 pimento verde
  • 1 mozarrella fresca light
  • fiambre de peru fumado q.b.
  • mistura de 5 pimentas q.b.
  • sal q.b.
Preparação:
1. Espalhe o molho de tomate sobre as bases de wrap.
2. Corte a cebola em rodelas e o pimento em cubos e distribua sobre os wraps.
3. Adicione fiambre de peru a gosto, cortado em pedaços, e a mozzarella fresca.
4. Tempere com sal e pimenta a gosto e leve ao forno pré-aquecido nos 180 ºC até que a base esteja crocante e o queijo derretido.

Também pode gostar de

13 comments

  1. Hoje em dia, e caminhamos cada vez mais para isso, vivemos de alimentos processados, pré-preparados. Não há o tempo e o vagar de semear, plantar colher em nossas casas. E para uma população mundial isso é feito artificialmente!

  2. Olá!É verdade Filipa!Mas eu vejo as coisas de um modo um pouco diferente sabes?Acho que a nossa geração é a geração do fast food, da má alimentação, mas também é a geração que está a descobrir quais as suas consequências e que, em virtude disso, está a voltar à terra, está a ir buscar os melhores alimentos de sempre, a aprender a usá-los e a tirar o melhor partido deles. Nem tudo é mau :)Beijinhos

  3. Olá, parabéns pelo seu fantástico trabalho que sigo com muito gosto. Como faz o molho de tomate? Um grande beijinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.