Crepes de Vegetais com Molho Agridoce

Uma das coisas que adoro no sushi são as entradas! Os crepes de vegetais com molho agridoce e molho de soja são absolutamente viciantes! O interior macio e rico de legumes, o exterior extra crocante, e o molho agridoce espesso, intenso e delicioso… só de pensar nasce-me água na boca! Eu precisava destes crepes na minha vida! Tinha que experimentar recriá-los em casa! E cá estão eles… palavras para quê, não é verdade?!

Continuar a ler

Tarte Provençal (vegetariana)

Quem me conhece sabe que gosto muito de tartes salgadas, também conhecidas quem sabe por quiches. Já testei várias combinações e até agora nenhum superou a clássica Tarte Provençal… uma tarte bem simples (vegetariana) confeccionada uma vez mais com os legumes daqui da horta: curgetes e tomates coração de boi biológicos, cuidados com muito amor pelo meu avô. E é surpreendente como uma combinação tão simples, fica tão incrível… mais um dos segredos da mãe natureza talvez…

Continuar a ler

Bolonhesa de Lentilhas

Recordo-me perfeitamente de ter 5 ou 6 anos e comer lentilhas. Lembro-me daqueles “grãos” de um verde pálido, doentio a boiarem no frasco de vidro, de sabor nada agradável na época… desde então nunca mais se comeram lentilhas cá em casa. Talvez porque a experiência tenha sido igualmente traumatizante para todos… mas os anos passaram, eu cresci, os meus gostos mudaram, aprendi a gostar de legumes, aprendi qual a melhor forma de consumir alguns legumes dos quais também não gostava… e por isso tinha de encarar o desafio das lentilhas também!

Pareceu-me que a melhor forma de experimentar seria com algum tipo de molho, num estufado por exemplo, em que o seu sabor fosse “camuflado”. Tal como fiz há anos atrás com a soja granulada…

Quando vi a receita de bolonhesa de lentilhas da Inês percebi de imediato que era a receita perfeita, aquela que eu procurava… coloquei mãos à obra e cá está a primeira receita com lentilhas desde há muitos, muitos anos! Uma receita vegetariana cheia de sabor e texturas, que faz qualquer “carnívoro” salivar…

Continuar a ler

Tortilha de Batata, Cenoura e Cebola

É impressionante a quantidade de receitas que são possíveis de fazer com ovos… se pensarmos bem é possível estarem presentes em todo o tipo de receitas, em todas as categorias e refeições do dia! Desde entradas, pratos principais a sobremesas, acompanham na perfeição carnes, peixes e afins, comem-se de manhã, ao pequeno-almoço, ao almoço, lanche e jantar… enfim, muitas opções!
 
Ter ovos sempre no frigorífico é uma certeza de que, mesmo que o tempo escasseie, é sempre possível preparar uma refeição simples, rápida e deliciosa… e se for uma tortilha melhor ainda! Isto porque permite “eliminar” os restos no frigorífico, dar-lhes uma nova vida!

Continuar a ler

Tarte Folhada de Espargos, Tomate e Manjericão (sem natas)

Adoro tartes salgadas… são simples de confeccionar, muito saborosas e as possibilidades são ilimitadas… a inspiração surgiu-me de um blogue que acompanho, mas o tempo era escasso a e a preguiça muita, e por isso tive que abreviar a receita, tal era a urgência em trovar esta maravilha!
 
Tomates, espargos e manjericão… um das minhas combinações favoritas! Uma combinação clássica que fica sempre bem, não tem como errar. E que ficou sensacional nesta tarte que, em vez de natas (não queremos que seja um bomba calórica!) leva queijo fresco magro e muito, muito amor! Experimentem, tenho a certeza de que vão gostar.

Continuar a ler

Tarte Vegetariana

Por vezes os obstáculos que a vida nos prepara levam a melhor, e acabamos por nos deixar ir abaixo… foi o que aconteceu comigo no fim do ano passado, e isso refletiu-se na minha vontade de cozinhar, de publicar, de atualizar o blogue.
 
Uma vozinha desse-me no fim do ano que 2015 ia ser um ano muito bom para mim, que eu merecia e que este seria o meu ano… acho que a pessoa em causa devia montar uma barraquinha de previsões ali na esquina, porque não podia estar mais certa!
 
Tenho vivido 2015 de uma forma completamente diferente… preocupo-mo muito mais comigo, com o que eu quero, com o que me apetece ou não fazer. O trabalho, o amor, as relações familiares estão bem, a saúde também está em alta e os desafios começam a surgir… e se calhar era mesmo de um bom desafio que eu precisava para voltar…
 
A Limiano desafiou-me uma vez mais para uma pequena competição saudável para, juntamente com outros blogues, criar uma receita original e criativa, utilizando um novo produto, Limiano Ralado. Adoro queijo flamengo, adoro queijo Limiano e não podia ter ficado mais motivada… pensei, pensei, pensei e decidi fazer uma receita a partir de aproveitamentos de vários legumes que se acumulavam no frigorífico. Uma tarte salgada, vegetariana, fácil de confeccionar e absolutamente deliciosa foi a solução encontrada!

Continuar a ler

Salada de Arroz Vegetariana

Nos tempos que correm cada vez mais, por falta de tempo ou devido à crise económica, se recorre à moda das marmitas, seja para a escola ou para o trabalho. E também eu, várias vezes por semana, a utilizo principalmente porque ando sempre a correr, com uma montanha de coisas para fazer… e pouco tempo para almoçar e estar em filas intermináveis à espera!
E uma das minhas refeições de marmita favoritas é esta! Uma bela salada de arroz fria, cheia de legumes maravilhosos e frescos que, sinceramente, me enche as medidas e me satisfaz completamente.
Além de ser uma refeição deliciosa, super rápida e rápida, que se faz em 5 minutos literalmente, ela permite aproveitar as sobras que se acumulam no frigorífico, sendo por isso bastante económica (custo inferior a 1€) sem deixar de ser saudável, nem de estar repleta de nutrientes, proteínas e vitaminas essenciais.

Ingredientes:

Preparação:
1. Numa taça misture o arroz com o tomate e o pimento cortados em cubos e a cenoura ralada.
2. Tempere com molho de coentros e alho a gosto e misture bem. Adicione um ovo cozido cortado em pedaços e envolva ligeiramente.
3. Coloque a salada numa marmita e decore com o outro ovo cozido cortado em gomos. Reserve no frigorífico até levar para o emprego, escola, etc. Pode ser consumido frio ou à temperatura ambiente.
Nota – Pode usar sobras de arroz branco, arroz de ervilhas, cenoura, cogumelos, etc. Senão tiver sobras de arroz coloque um tacho com água ao lume, temperatura com sal, e coza arroz agulha ou basmati. Quanto estiver cozido passe-o por água fria, escorra e está pronto a utilizar.