Leitão Assado no Forno à Moda da Bairrada

Esta é certamente uma das vantagens de se ter um forno a lenha cá em casa… puder preparar pratos deliciosos como este. Mas tenho que admitir que, embora desta vez não tenha corrido tão bem como da primeira que experimentei, o segredo do sucesso deste prato está, sem dúvida no molho.
 
A receita que apresento foi uma fusão de várias que encontrei aqui e ali na internet, mas posso dizer que o molho para o leitão fica, de aparência e sabor, muito parecido com o verdadeiro leitão da Bairrada. Eu não gosto de picante, logo não provei o molho! Mas diz quem comeu e se lambuzou que é igualzinho, não falha!
 
Mas deixemos-nos de conversa e passemos ao que interessa… a receita! A receita faz parte do blogue há já algum tempo… mas da última vez que a fiz alterei algumas quantidades e melhorei os ingredientes e a preparação, por isso aqui fica uma deliciosa atualização.

Leitão Assado no Forno à Moda da Bairrada

Ingredientes:
  • 6/7 kg de leitão fresco
  • 300 g de banha de porco
  • 5 folhas de louro
  • 25 dentes de alho picados
  • 50 g de vinho branco
  • pimenta branca q.b.
  • pimenta de Cayenne q.b.
  • sal q.b.
Preparação:
1. Coloque o leitão numa bacia com água, limão cortado em quarto e um bocado de vinho branco. Deixe-o assim algumas horas.
2. Retire o leitão da água e seque-o muito bem com papel absorvente. Coloque-o numa assadeira.
3. Num fervedor coloque 50 g de vinho branco, a banha de porco, os dentes de alho picados, e as folhas de louro. Leve ao lume até a banha derreter e tempere com sal e pimenta a gosto.
4. Adicione a pimenta Cayenne, deixe o molho engrossar e apurar e retire do lume.
5. Pincele o leitão com o molho, tendo o cuidado de colocar a parte com a pele virada para baixo primeiro.
6. Leve ao forno durante cerca de 1 hora e 30 minutos, virando o leitão a meio da cozedura, ficando a pele virada para cima, para que fique estaladiça.
7. Corte-o em pedaços, pincele novamente com o molho e sirva de imediato com rodelas de laranja, batatas fritas e salada.

Também pode gostar de

28 comments

  1. Eu adoro leitão e ainda por cima vivo perto da boa zona do leitão da Bairrada 🙂 E posso te dizer que o teu leitão ficou com um aspecto bem delicioso, a pele parece estar bem crocante!Beijinhos*

  2. Ficou com belo aspecto, gabo-te a \”pachorra\” eu tenho forno, mas só o usei 2 vezes, e agora com o pequenito nem penso nisso, pk dá trabalho e tempo lol. Ficou suberbo, parabens!!

  3. Depois de ler esta receita atentamente detetei uma falha, no ponto 5 acho que se deve ler com o \”peito\” e não com a \”pele\” virada para baixo…pele existe em todo o leitão….correto?

  4. Olá!Agradeço imenso o gesto 🙂 realmente poderia ser uma falha, mas não é porque no caso eu assei apenas 1/4 de leitão. A ideia, que posso não ter explicado muito bem e por isso gosto sempre que me digam o que acharam, é que a parte da pele seja a última a cozinhar, para que fique bem crocante e suculenta :)No caso de um leitão inteiro o ideal será cozinhar de ambos os lados, se for assado inteiro, tendo o cuidado de no final o deixar de barriga para baixo, por assim dizer, de modo que todo ele fique crocante, com a pele estaladiça como é costume as pessoas gostarem.Espero ter conseguido ajudar!Beijinhos

  5. Percebi que o ponto 3 e 4 vc utiliza para fazer um molho para então passar no leitão. Na maioria das receitas que vi, costumam utilizar a mesma receita, contudo, ao invés de levar ao lume, costumam colocar dentro do porco, costura-lo e somente retirar o excesso (obviamente depois dessa pasta derreter devido ao calor) no final.Pretendo fazer o porco (18 kg) em fogão de lenha, porém aberto, ao invés de costura-lo. acredita que se fizer conforme vc fez… derretendo o molho e passando nele… que o tempero vai pegar. Será?

  6. Olá Marcos!Também já tinha ouvido falar em cozer o leitão, no então, como geralmente não o cozinho inteiro faço assim, e acho até assim deve ficar mais crocante a pele e tudo o mais.Sim, eu fui pincelando o leitão enquanto ele cozinhava e resultou, ficou bom 🙂 espero ter ajudado!Beijinhos

  7. Sou da Mealhada e o meu avô foi assador durante anos. às vezes ainda assa cá em casa. Ele coloca o molho dentro do leitão. Quando acaba de assar, retira e guarda numa caixa de plastico. Pode ser usado depois durante muito tempo guardado no frigorifico. Mas não o voltem a usar ou misturar com molho novo para assar outro leitão! E sim, o segredo está mesmo no molho. Adoro e não me farto!

  8. Olá!Eu não coloco dentro por como somos poucos cá em casa tem que ser 1/4 do leitão apenas 🙂 mas realmente é mais prático e deve ficar uma delícia também… adoro leitão hihihiBeijinhos

  9. Assei leitoes para clients (Portugueses) em Sydney num forno que fiz no meu quintal.Por mim o molho/massa base de alho untava-om por for a pondo a maior parte dentro da barriga e cosendom com uma guitar pinha um varao longo de aco inoxe que prefurava o leitao do fundo ao cimo o qual tinha espetos curvos que o seguravam para nao rodar a porta do forno tinha um rasgo onde saia para for a o qual rodava de posicao cada meia hora este period sempre embrulhado em prata…cerca de 1.1/2 dependia do peso mas nunca mais que dez kilos…depois tirava-o para lhe tirar a prata e restava mais entre 15 a 20 minutos ouvindo se a pele a crestar…Que beleza…!….Nunca tive reclamacao nem pelo gusto nem por estar mal assado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.